Como já vimos, a força electromotriz é sempre a mesma em idênticos tipos de pilha, quaisquer que sejam as suas dimensões. A carga eléctrica que pode ser fornecida depende, entretanto, do tamanho do elemento.

Na figura vemos o depósito cilíndrico A cuja capacidade é de 100 litros: está cheio de água sobre a qual é exercida a pressão de 10 quilos por centímetro quadrado causada pelo peso do êmbolo E. Fazendo abstracção do peso do líquido (nos casos a seguir também faremos tal abstracção), o manómetro M registará os 10 quilos citados, em consequência da referida pressão, a descarga da água será realizada à razão de um litro por minuto, quando se abre a válvula V: são. pois, necessários 100 minutos para esvaziar o depósito A.

Um depósito menor B da capacidade de 10 litros, está, também cheio de água a qual sofre a mesma pressão de 10 quilos por centímetro quadrado causada pelo peso do êmbolo E registada pelo manómetro M1. O diâmetro do tubo T1 é igual ao do tubo T do depósito A: quando se abre a válvula V1 o líquido escoará, igualmente, à razão de 1 litro por minuto sob a aludida pressão: o depósito B será, porém, esgotado em 10 minutos apenas. Em ambos os casos a pressão e a velocidade de saída da água são as mesmas: não obstante, o depósito A manterá a vazão líquida durante um espaço de tempo dez vezes maior.

Please follow and like us: