Fragmentando-se um ímã obtém-se novo argumento em favor da teoria molecular do magnetismo. Verifique, previamente, a sua polaridade mediante a bússola. Se partirmos tal barra pelo meio, cada metade se converte em ímã completo N1-S1, com zona neutra e pólos norte e sul. Se em seguida partirmos pelo meio estes dois novos ímãs, o mesmo fenómeno será observado, isto é, verifica-se a formação instantânea de 4 novos ímãs completos N2-S2; e assim por diante até chegarmos aos ímãs moleculares com pólos N e S.

Please follow and like us: