Quando se coloca uma peça de aço nas vizinhanças de um campo eletromagnético, muitas das linhas de indução do citado campo procuram convergir para o aço, desviando-se assim da direção normal. Em tal caso, são mais numerosas as linhas de indução que atravessam a massa da referida peça, do que quando elas atravessam espaço de igual tamanho, mas apenas ocupado pelo ar. A capacidade que qualquer substância tem para conduzir linhas de indução chama-se permeabilidade magnética. A do aço é, portanto, muito maior do que a do ar. Se substituirmos a peça de aço por outra de ferro macio de igual tamanho, maior número de linhas de indução atravessarão o ferro, ficando assim demonstrado que a permeabilidade magnética deste último metal é maior do que a do aço. A permeabilidade do ferro pode ser até 2000 vezes maior que a do ar, ou seja, podem passar 2000 vezes mais linhas de indução por determinado espaço ocupado pelo metal referido do que quando esse mesmo espaço esteja ocupado apenas pelo ar.

Uma barra de ferro introduzida no solenóide conduz muito melhor as linhas de indução, dentro da hélice, do que o ar. Em virtude da presença desse metal, a força atrativa do solenóide aumenta consideravelmente, embora a corrente causadora do campo magnético seja a mesma.

Please follow and like us: