Estuda-se a corrente elétrica pelos efeitos que produz. Tais efeitos, próprios de toda corrente, são os seguintes: térmicos, magnéticos, químicos e fisiológicos. Neste manual somente trataremos dos três primeiros. Em referência ao último, diga-se apenas que a corrente, ao passar pelo corpo humano, produz contrações musculares devidas aos efeitos fisiológicos, os quais são estudados pela eletroterapêutica.

Entende-se por corrente contínua a que circula sempre na mesma direção como, por exemplo, a que é gerada pelas pilhas. Os dínamos de corrente contínua, como o próprio nome indica, também fornecem correntes da mesma espécie: as intermitências que se verificam são tão rápidas que, praticamente, a corrente é contínua. Os dínamos chamados alternadores fornecem corrente alternada: a direção desta corrente muda de sentido em curtos intervalos. Não se preocupe o leitor, por enquanto, com a corrente alternada. Em outra oportunidade nos aprofundaremos em suas características.

Please follow and like us: