A um galvanômetro G muito sensível ligaremos um fio condutor fechado sobre si mesmo, conforme mostra a figura 102. Se um trecho B-C do referido fio passar rapidamente entre os pólos do ímã N-S, de cima para baixo como indica a seta A, resultará daí uma corrente momentânea induzida.
O desvio instantâneo que a agulha do galvanômetro sofre, para logo voltar ao zero, prova que uma corrente momentânea circulou de fato pelo condutor. Para fixar as coisas, suponhamos que tal desvio se verificou para o lado direito do zero. (Na figura 102, as setas orientadas indicam a direção das linhas de indução do ímã, que de N se dirigem para S.)

Se o trecho B-C do fio passar outra vez rapidamente entre os pólos do ímã, mas de baixo pata cima, nova corrente Induzida e momentânea aparecera no fio condutor, porém de sentido oposto ao da primeva, como o confirma a agulha do galvanômetro, cujo desvio 6 agora executado para a esquerda Se a corrente circula, pois, de B para C no movimento para baixo, e de C para B no movimento para cima, ao mover-se o fio condutor B-C rapidamente nas duas direções, a corrente mudara do sentido em cada reversão do movimento: uma corrente alternada Induzida circulará pelo fio Se o movimento for suficientemente rápida as alternações da corrente também serão rápidas: quando assim é, a agulha do galvanômetro não tem tempo bastante para obedecer às correntes opostas que circulam pela bobina.
O ponteiro permanece, pois, no zero, embora ainda se perceba que ele vibra.

Devemos considerar os seguintes pontos:

a) Se o fio condutor permanece fixo e o Ima se move, observar-se-ão os mesmos resultados.

b) Invertendo-se o imã (o pólo N passa para a posição S. e vice-versa), o desvio do galvanômetro se realizará no sentido contrario.

c) Se, em lugar do ima permanente de aço, empregarmos um eletroímã pelo qual esteja circulando a corrente, os mesmos resultados serão obtidos.

d) A corrente induzida e momentânea é de maior grandeza quando o condutor se move de tal forma que corta as linhas de indução em ângulo reto

e) A direção da corrente no fio, neste último caso, esta em ângulo reto com a direção das linhas de indução do írmã.

Please follow and like us: